× Fechar menu
Licitação ao vivo
, clique aqui
Prefeitura Municipal de Tibagi

Vice-prefeita participa de lançamento da campanha “Paraná Rosa”

03/10/2019 em SAÚDE

Nesta terça-feira (1°), a vice-prefeita, Helynez Santos Ribas, e a gerente comunitária de saúde, Lorena Alberti, participaram do lançamento da campanha “Paraná Rosa”, no Palácio Iguaçu, em Curitiba. O governador Carlos Massa Ratinho Junior e a primeira-dama, Luciana Saito Massa, conduziram a apresentação da campanha que marca o Outubro Rosa, mês de conscientização e prevenção ao câncer de mama.

O Governo do Estado promove uma grande mobilização, em conjunto com a sociedade e as prefeituras. A ideia é que todos os órgãos públicos façam parte deste movimento em favor da saúde das mulheres do Paraná”, disse o governador. “Nosso objetivo é fazer com que ações de conscientização com cuidados da saúde chegue ao máximo possível de mulheres do nosso Estado. É importante que elas façam os exames de prevenção do câncer de mama e de colo de útero, tenham acesso a mais informações e aos tratamentos necessários. Mas a prevenção é a melhor alternativa”, afirmou o governador.

No evento, Ratinho Junior também assinou o decreto que institui a Política Estadual de Atenção à Saúde da Mulher, que apoiará o atendimento em todas as fases da vida da mulher, desde a primeira infância até a velhice, com foco também atenção materno-infantil.

ROTINA SAUDÁVEL - Estima-se que 28% dos casos de câncer possam ser prevenidos por mudanças na alimentação e inclusão de atividade física no cotidiano. “Além do cuidado médico, queremos incentivar que a mulher tenha uma rotina saudável. Precisamos nos permitir e buscar atividades que nos tragam prazer. O estilo de vida das mulheres pode ser um fator de risco para o desenvolvimento do câncer”, afirmou Luciana Saito Massa.

MELHOR REMÉDIO – Os exames preventivos e de diagnóstico são de fácil acesso e estão disponíveis o ano todo pelo SUS. “O Outubro Rosa dá destaque à causa, mas os exames devem ser feitos a qualquer momento nas Unidades Básicas de Saúde. A prevenção ainda é o melhor remédio, pois se descoberto no início, as chances de cura do câncer são grandes”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A mamografia deve ser realizada a cada dois anos em mulheres de 50 a 69 anos. Fora da faixa etária e periodicidade, o exame é recomendado somente para mulheres com sinais ou sintomas de câncer de mama, como nódulo, retração do mamilo e outros, ou com histórico familiar em parente de primeiro grau, como mãe, irmã ou filha. 

Em relação ao câncer de colo de útero, a recomendação é que seja realizado em todas as mulheres que já iniciaram a vida sexual. Os dois primeiros exames com intervalo de um ano e, se os resultados forem normais, os próximos podem ser realizados a cada três anos.

NÚMEROS – Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2018 o Brasil registrou 59.700 novos casos de câncer de mama. No Paraná foram 3.730 casos. O número de óbitos em decorrência da doença alcançou 1.012 mulheres no Paraná no ano passado. Até de junho deste ano, o Estado realizou 144.409 mamografias e 295.676 exames preventivos de colo de útero. Para oferecer os testes, o Paraná conta com 179 mamógrafos SUS distribuídos nas 22 Regionais de Saúde.

Texto: Assecom Tibagi e Agência Estadual de Notícias (AEN)

Galeria de fotos


Compartilhe nas redes sociais: