× Fechar menu
Licitação ao vivo
, clique aqui
Prefeitura Municipal de Tibagi

Projeto de concessão do Parque Estadual do Guartelá é apresentado ao trade turístico em Tibagi

Reunião com o IAP foi solicitada pela Secretaria Municipal de Turismo

Projeto de concessão do Parque Estadual do Guartelá é apresentado ao trade turístico em Tibagi

A Secretaria Municipal de Turismo de Tibagi realizou, na última quinta-feira (05), uma reunião com o diretor de patrimônio natural do Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Aristides Athayde. Ele veio apresentar, ao executivo municipal e ao trade turístico, as potencialidades e uma eventual concessão de uso de Parque Estadual do Guartelá, que abriga o Cânion Guartelá.

O prefeito Rildo Leonardi e a vice-prefeita, Helynez Santos Ribas, participaram da reunião, juntamente com representantes das operadoras de turismo.

De acordo com o prefeito, a concessão do Parque seria um avanço significativo para o município. “Sabemos da potencialidade do parque e do quanto o nosso Cânion é grandioso e merece ser valorizado. Acredito que uma empresa gerenciando o local atrairia muito mais turistas e consequentemente, nossos outros atrativos, também seriam mais visitados. Seria um incremento e tanto para nossa economia e para o nosso turismo”, analisou Rildo.

Aristides explicou como funcionará o processo de concessão de uso do Parque. “Estamos tratando concessão de uso. O empreendedor fica responsável por desenvolver os equipamentos turísticos, continua do Estado à manutenção da conservação e da preservação da unidade de conservação. Nós acreditamos que o empreendedor tem muito mais vocação e mais capacidade de gerenciamento para oferecer a população em geral oportunidades turísticas e dessa forma garantir a geração de emprego e renda”, contou o diretor de patrimônio natural do IAP.

Para a gerente da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), Kellin Ramos, o município só tem a ganhar com a concessão do Parque Estadual do Guartelá. “Nós tivemos uma reunião muito produtiva, muito boa, com muitas questões levantadas a respeito da concessão de uso dos atrativos do Parque Estadual do Guartelá. Vila Velha já emitiu o edital e o próximo da lista é o Parque Estadual do Guartelá. Esta concessão trará, sem dúvida nenhuma, muito benefícios para Tibagi. Tanto com a questão de geração de emprego, geração de renda, quanto ao número de turistas, porque a estrutura será através de uma empresa privada. Nós estamos muito animados, muito felizes com o que vem pela frente. Creio que até o final do ano a documentação já esteja encaminhada”, afirmou.

Processo de Concessão de Uso do Parque de Vila Velha

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo publicou nesta quinta-feira (5) o edital do processo de concessão do Parque Estadual de Vila Velha. O edital é dirigido a empresas interessadas em investir na melhoria da estrutura do parque e do seu entorno, potencializando os atrativos turísticos do local.

O Estado vai conceder área do parque preestabelecida para que sejam desenvolvidas atividades de uso público e turismo. O IAP continuará como órgão administrador, responsável pela política pública do local e por monitorar se a gestão obedece ao plano de manejo.

O objetivo da concessão é chamar mais visitantes para a unidade, que é uma das principais atrações turísticas do Paraná. A ideia é movimentar a economia local e também do Estado”, diz o secretário estadual de Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Márcio Nunes. “O Paraná tem muitas belezas que precisam ser mais visitadas”.

O edital pode ser acessado no site da secretaria e instituições vinculadas. Além do edital e anexos, no site podem ser consultado documentos do estudo de viabilidade, consulta pública, roadshows, audiências públicas, plano de manejo e conselho consultivo, além da lei autorizativa da concessão de uso. No conjunto de materiais estão descritas as oportunidades de negócio nas áreas de visitação, esportes, alimentação e hospedagem.

ETAPAS – No mês de agosto, nos dias 13 e 14, foram realizados roadshows (exposições itinerantes) em São Paulo e Curitiba. No dia 15 de agosto aconteceu a Audiência Pública no Sebrae de Ponta Grossa. O objetivo foi apresentar o projeto de concessão de uso para investidores e público em geral e as oportunidades de negócio do Parque em relação à natureza, ao turismo e à economia. Uma Consulta Pública ficou aberta no site da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo até o dia 20.

OPORTUNIDADES – A empresa que receber a concessão poderá investir em atividades como balonismo, arvorismo, fotografia de natureza, caminhadas, campo de desafios, cicloturismo/mountain bike, observação da vida selvagem, acampamento/glamping. Outras opções são eventos técnicos, religiosos, esportivos e de lazer, flutuação na Lagoa Dourada, além de espaços interativos, museu, rapel, elevador em Furnas e hospedagem (hotel, pousada, hostel e glamping).

GRUPO DE TRABALHO - O Grupo de Trabalho para a concessão é formado por técnicos da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, do IAP, do Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná (ITCG), Instituto das Águas do Paraná e Paraná Turismo.


 

Texto: Assecom Tibagi e AEN

Fotos: João Pedro Agostinho e Gabriel Prestes


Compartilhe nas redes sociais: