Notícias: Tibagi concede título de cidadão honorário a padre Marcelo do Carmo

on 28/11/2018 - 17:23 174 reads Solenidade
Tibagi concede título de cidadão honorário a padre Marcelo do Carmo


Na noite desta terça-feira (27), em sessão solene na Câmara Municipal, o Padre Marcelo Rodrigues do Carmo recebeu o título de cidadão honorário de Tibagi. Uma honraria dada pelo poder legislativo, através do Projeto de Lei n° 2630/2016. O prefeito Rildo Leonardi e a vice-prefeita, Helynez Santos Ribas, prestigiaram a sessão.




O prefeito ressaltou a alegria em entregar a homenagem ao padre. "O padre Marcelo recebeu o título de Cidadão Honorário, uma honraria que só é dada para aqueles adotam Tibagi. Durante sua passagem pela cidade, o padre criou um vínculo muito forte com a comunidade, levando muito carinho e fé para toda a comunidade católica. É uma grande honra para todos nós tê-lo agora, de fato, como cidadão tibagiano", falou Leonardi.



A vice-prefeita orgulha - se te ter feito parte do Legislativo quando foi aprovado o título para o padre Marcelo. "Estou muito feliz, é uma merecida homenagem. Tive o prazer e a honra de fazer parte do Poder Legislativo quando o vereador Aristeu apresentou o projeto. Hoje estou muito feliz, como vice-prefeita, poder participar desse evento a uma pessoa tão merecedora", afirmou.



O homenageado ficou por seis anos e meio em Tibagi. Ele afirmou estar muito feliz em receber o prêmio e poder rever seus amigos e fiéis. "Na verdade é uma surpresa bastante feliz. Porque além do título, por tudo que ele representa, é também uma oportunidade de reencontro com várias pessoas ao mesmo tempo, porque por mais que tenha um contato com outro e em alguma oportunidade retorne infelizmente não tenho condição de ver as pessoas. É uma alegria de duas formas: o título em si, que prefiro dizer que é uma dedicação nominal, mas ao mesmo tempo compartilho com todas as pessoas da comunidade, com todos os padres que trabalhei, é uma construção em conjunto. Mas também é esta alegria do reencontro", destacou o padre.



O Projeto de Lei foi proposto em 2016 pelo ex - vereador, Aristeu Ribas, que compareceu a cerimônia e explica por qual motivo sugeriu o projeto de Lei. "Eu o admirava bastante e ele falava o que os fiéis desesperados precisavam ouvir. Eu testemunhei muitas vezes o discernimento com o que ele falava aos fiéis. Isso me chamou a atenção e eu achei que ele merecia, porque no meu caso, a palavra dele me serviu muito”, argumentou.



Para o presidente da Câmara, Eduardo Torres, o título é muito merecido devido a todo o trabalho social desempenhado pelo padre. "É uma honra poder estar entregando o título para o padre Marcelo. Eu como cristão, católico que sou, e por conhecer a caminhada do padre Marcelo que, aqui na comunidade de Tibagi, o quanto ele representou principalmente para os doentes, enfermos e moradores de rua, é uma honra de ter essa oportunidade como presidente da Câmara", disse Torres.

Texto: Assessoria de Comunicação
Imagens: João Pedro Agostinho