Notícias: Prefeitura e Senar formam jardineiros

on 03/12/2010 - 13:05 1258 reads O jardim de uma casa pode representar 35% de valorização no imóvel, segundo Renato de Moura Correa, instrutor de curso de Jardinagem ofertado pelo Senar/PR em parceria com a Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Trabalho em Tibagi. Quinze pessoas, entre trabalhadores desempregados e integrantes da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis (Acamarti) participaram da qualificação profissional gratuita entre segunda e quarta-feira (29 e 1).



“O foco desse treinamento é a formação de profissionais de jardinagem, porque cortador de grama temos bastante, mas especialistas no assunto são poucos”, diz Correa. As técnicas repassadas no curso vão desde os nomes e hábitos das plantas, adubagem, poda, até a composição de mudas.



Para os associados da Acamarti, a qualificação vai ser importante na nova atividade do Recicla Tibagi: produção de flores ornamentais usando o adubo gerado pelo reaproveitamento do lixo úmido, o composto orgânico.



“Já implantamos uma estufa e estamos começando a plantar as flores que serão adquiridas pela Prefeitura para usar nas praças da cidade, por isso estamos passando pelo treinamento”, comenta Marilene de Fátima Agostinho, presidente da Associação.



Outro associado, Joaquim Ferreira avalia que “o curso foi 100%”. Para ele, preparar jardins é também uma forma de deixar a cidade mais bonita. “Estou aprendendo e gostando muito”, declara.
Divo Scharnobai gosta de plantas, costuma fazer serviços de jardinagem e buscou a capacitação para entender melhor do assunto.



“Para mim teve bastante novidade, como a forma correta de podar jardins e onde colocar as plantas. Tem planta de sombra que eu plantava no sol”, relata. “A gente pensa que sabe, mas descobre muita coisa diferente. Quero me especializar mais para continuar trabalhando na área”.

A mesma impressão teve a dona de casa Rosilda Ferreira da Silva, que agora busca oportunidade de trabalhar com jardinagem. “Se um dia der certo, vai ser muito bom”, almeja.



De acordo com o instrutor Correa, a qualificação valoriza o trabalho dos jardineiros. “É um serviço cada vez mais caro, mas que exige a profissionalização. Se tiver uma formação boa, se souber trabalhar, vai ter campo para trabalhar”, assegura, lembrando que o autônomo neste setor pode formalizar sua atuação pelo programa Micro Empreendedor Individual (MEI).

Qualificação

Cintia Munhóz, gerente da Agência do Trabalhador, ressalta que neste semestre vários cursos de qualificação profissional foram ofertados em Tibagi envolvendo mais de 300 trabalhadores. Foram cursos de Qualidade no Atendimento; Técnicas de Composição de Letras e Textos em Cartazes; Composição de Vitrines; Auxiliar de Manutenção Predial (pedreiro) e Auxiliar de Manutenção Elétrica (eletricista). “Todos são cursos ofertados gratuitamente em parceria com Sistema Fiep, Sesi, Senai, Senar e Senac. Representam grandes oportunidades para os trabalhadores que procuram vagas no mercado”, mensura.

Texto: Emanoelle Wisnievski
Imagens: Christian Camargo