Notícias: Museu Desembargador Edmundo Mercer Júnior completa 22 anos

on 06/04/2009 - 10:04 1434 reads Encenações, depoimentos e homenagens ao desembargador marcaram os 22 anos de fundação do museu. Prefeito aproveitou a ocasião para anunciar a ampliação do prédio e preservar a história do carnaval, da presença negra em Tibagi e da agricultura.

O Museu Histórico Desembargador Edmundo Mercer Júnior, conhecido também como Museu do Garimpo, completou nesta terça-feira, dia 3 de abril, 22 anos de fundação. Para comemorar a data, o departamento cultural de Tibagi organizou um evento em homenagem ao personagem que cedeu seu nome para o acervo.



Uma peça teatral encenada por alunos da rede municipal de ensino contou um pouco da história de Edmundo Mercer Júnior, tibagiano que se projetou nacionalmente fazendo carreira como advogado em todo o país e posteriormente como desembargador no estado do Paraná. O dia de fundação do museu coincide com o aniversário de vida de Edmundo. Se estivesse vivo, completaria 100 anos em 2009.



Uma de suas filhas, Margarida Mercer participou da solenidade e falou sobre curiosidades da vida de Edmundo. “Acima de tudo meu pai era um apaixonado por Tibagi. Nasceu aqui e durante toda a sua vida fez questão de divulgar a cidade por onde passou. Essa homenagem só reforça a importância que ele teve para a sociedade tibagiana”, afirmou durante a solenidade.



O diretor do Museu Neri Assumpção destacou outras virtudes do desembargador. “Ele era participativo em todos os setores. Foi um bom jogador de futebol conquistando o bi-campeonato paranaense pelo Atlético. Seguiu como sócio do clube até o final de sua vida. Atuou também como jornalista, escritor e foi um dos grandes juristas brasileiros fazendo escola em todos os cantos do país”, disse.

O prefeito de Tibagi Sinval Silva afirmou que Edmundo Mercer Júnior é dos principais personagens da história do município. “Na minha avaliação o Edmundo Mercer Júnior e o Guataçara Borba Carneiro são as personalidades mais importantes da história de Tibagi, sem desmerecer as outras autoridades. O Edmundo amava Tibagi e isso fez dele um grande divulgador da nossa cidade. Ele lutou muito para preservar a história dessa terra”, argumentou.



Sinval Silva aproveitou a ocasião para anunciar novos investimentos no museu. “Vamos ampliar o museu ainda este ano. É um compromisso que assumi no ano passado e uma prioridade dessa nova administração. Vamos fazer três novas salas. Na primeira iremos retratar a história do carnaval de Tibagi que no ano que vem completa cem anos. Queremos disponibilizar fotos e objetos dos primeiros desfiles, da festa nos clubes e por fim o tradicional carnaval de rua que cresce a cada ano. Em outra sala a idéia é mostrar para população a importância da colonização negra em Tibagi e sua contribuição para a nossa miscigenação. Por fim vamos usar a última sala para narrar a evolução da agricultura com máquinas antigas, fotos e outros objetos”, garantiu.

Fundação

A idéia em torno do projeto de organizar o Museu foi lançada no dia 18 de março de 1985, com a colaboração da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). O primeiro passo concreto visando conscientizar a comunidade de sua participação no resgate cultural foi dado no dia 19 de março de 1985, através de uma gincana cultural, onde cada equipe resgatava objetos representativos da história do Município. O Museu foi aberto ao publico no dia 21 de março de 1986, com exposições de fotos e doações da comunidade. Ainda em 1986, uma lei oficializou o museu histórico de Desembargador Edmundo Mercer Júnior, inaugurado em 3 de abril de 1987.

O Prédio

O Museu está instalado no prédio do antigo Fórum Municipal. Neste mesmo local havia um prédio, que foi adquirido pela Prefeitura Municipal no dia 5 de março de 1905, para as instalações do Paço Municipal, Delegacia e Cadeia Publica. Prédio demolido em 1949. No mesmo local foi construído o edifício para abrigar as instalações do Fórum que funcionou até o ano de 1983. Em 1985 passou a abrigar as instalações do Museu Histórico em termo de comodato do Município com o Estado. O Prédio foi restaurado, conservando suas características.

Acervo

O Museu Edmundo Mercer Júnior é um dos mais completos do estado. Hoje possui um acervo de aproximadamente 5.400 peças. Ao conhecê-lo o visitante mergulha na história de Tibagi. São 9 salas que contam um pouco sobre a colonização, os personagens e os fatos mais curiosos.

As salas estão distribuídas Hall de Entrada (homenagem a Edmundo Mercer Júnior), Bibliotáfio (livros Raros e documentos), Sala do Garimpo, Salão de Fotografias, Sala Histórica, Sala dos Talentos Musicais, Sala Indígena, Sala Fatos do Passado, Sala Usos e Costumes.


Horário de Visitação – Museu do Garimpo

De terça à sexta, das 8h às 11:30h e das 13:00h às 17:30h
Sábados e Domingos das 9h às 11:30h e das 13h30h às 17h

Agendamento de visitas: Telefone (42) 3916-2189

Endereço: Praça Edmundo Mercer, 52 - Centro
CEP 84.300-000 - Tibagi - Paraná
Email: [email protected]