× Fechar menu
Licitação ao vivo
, clique aqui
Prefeitura Municipal de Tibagi

Mais da metade dos imóveis em Tibagi estava com cadastro desatualizado

​​​​​​​Empresa responsável pela atualização foi à Câmara Municipal, na última terça-feira (30), para esclarecer dúvidas e explicar como foi feito processo de regularização da planta cadastral do município.

02/05/2019 em IPTU
Mais da metade dos imóveis em Tibagi estava com cadastro desatualizado

Na última terça-feira, Hugo Rievo, representante da empresa Senvi Soluções Tecnológicas que realizou o projeto de geoprocessamento para atualização de dados para cobrança do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), esteve na Câmara Municipal para esclarecer dúvidas sobre as mudanças em relação ao imposto em 2019. A conclusão foi de que 51%, ou seja, mais da metade dos cadastros imobiliários do município estavam desatualizados.

Na tribuna da Câmara ele explicou que sobre o projeto de aerofotogrametria, que permitiu a atualização e regularização da planta cadastral do município. Através dessa metodologia foi feita uma foto ortorretificada que apresentou medidas precisas dos imóveis. Depois dessa etapa, é feito o desenho digital dos lotes e a identificação com o cadastro da Prefeitura e feita a metragem de acordo com os telhados. Desta forma foi feita a correção, agregando áreas construídas que trazem valor ao imóvel, como piscina, garagem e edículas. Tudo o que consta no Código Tributário Nacional. Nos desenhos são descontados os beirais das casa.

Rievo destaca que essa atualização veio apenas para regularizar a justiça tributária. "É um trabalho para pegar distorções e não para lesar algum contribuinte. O fato que sempre falam de que pegou uma casinha de cachorro não é verdade, porque o desconto que é dado no beral se torna negativo e acaba dando um desconto na própria casa, então acaba que é mais um mito", explana.

O imposto tem o mesmo valor do ano passado, apenas com a correção da inflação. Só teve alteração aqueles que foram detectadas mudanças na área construída. Contribuintes que tiverem indicação de aumento na área construída receberam, junto com o carnê de IPTU, uma carta comunicando e explicando o acréscimo. Aqueles que tiverem duvidas, podem ir até o setor de Tributação, anexo à Secretaria de Finanças.

Galeria de fotos


Compartilhe nas redes sociais: